sexta-feira, 17 de setembro de 2010

ZUM ZUM ZUM E MOIDO

João Pessoa,16 de setembro de 2010

Venho através desta esclarecer a população de João Pessoa os seguintes fatos:

Em 2001, a Associação Folia de Rua criou o Projeto Folia Cidadã – projeto de educação através da arte voltado a crianças e adolescentes moradores na Comunidade Porto do Capim. Durante o período 2001-2002, fui a Coordenadora Pedagógica do referido Projeto e, no período 2003-2004 assumi a coordenação geral do mesmo. Um Projeto que pela sua excelência na metodologia utilizada e nos resultados alcançados, mantinha durante este período a parceria com empresas e entidades a exemplo da Fundação Ayrton Senna, SEBRAE e CBTU.

No período 2003-2004 a Associação Folia de Rua era presidida pelo produtor cultural, músico e compositor Flávio Eduardo – Fuba, um dos fundadores daquela associação.

Em 2004, a Associação foi passada para outra gestão através de eleição em Assembléia dentro do período recomendado. Neste mesmo ano, Fuba atendendo a pedidos de representantes dos segmentos culturais, do turismo e meio ambiente da cidade, dava inicio a sua campanha para vereador, onde foi eleito pelo PPS. Fiz parte da sua equipe de assessores do inicio ao final do mandato, uma atividade que muito me honrou por ter atuado de forma efetiva em um mandato transparente, voltado a realizações e nunca a negociações escusas.

Desde 2004, no entanto, foi e tem sido a minha meta a estruturação de uma organização voltada a arte educação e atividades culturais, para que possamos resgatar e ampliar o trabalho que sempre fizemos por esta cidade nesta área.

Criei a Associação Porta do Sol, uma entidade sem fins lucrativos, no ano de 2007 e para tanto escolhi de forma criteriosa pessoas com idoneidade moral, com uma história de contribuição a arte e cultura e meio ambiente para compor a diretoria da entidade. Fuba está entre essas pessoas. E aqui esclareço que quem responde juridicamente pela entidade sou eu, e não Fuba como erroneamente e de forma irônica o jornalista Luiz Torres afirma em matéria do seu blog.

Em 2010, fechamos um convênio com a PBTUR, de acordo com rubrica de Programa de Apoio Cultural e Turístico daquele órgão e ainda de acordo com os Estatutos da Associação Porta do Sol que determina as ações de elaboração e captação de recursos para entidades ou movimentos culturais.

O convênio no valor de R$ 250.000,00 foi integralmente utilizado no Projeto do Bloco Muriçocas do Miramar – 2010. Partiu da decisão unânime dos sócios da entidade apoiar o evento que é patrimônio cultural desta cidade em um ano em que contava com parcos recursos para garantir a sua grandiosidade.

Redijo esta explicação para que as pessoas tenham o direito a uma informação correta e honesta, uma vez que fui surpreendida no final da noite do dia 15 de setembro com uma matéria mentirosa envolvendo a entidade que dirijo no campo das disputas políticas, aliás com argumentos medíocres os quais não aceito. Sou acostumada a discutir política no campo das idéias mais elevadas. Calunias e acusações pesadas no meu entender são para serem resolvidas em Justiça, porém atendendo aos companheiros da Associação, me atenho a um direito de resposta”.

Informo ainda, que a Associação Porta do Sol está aberta a qualquer cidadão e cidadã que queira tirar alguma dúvida em relação as suas atividades e movimentação contábil.



Valeska Asfora

Presidente da Associação Porta do Sol

Um comentário :

Juliana disse...

Olá,Edna,

Meu nome é Juliana e trabalho com assessoria em Pernambuco. Gostaria de ter um e-mail seu para contato. O meu é o ju.pont.1@gmail.com

Obrigada!
Abcs,

Ju Pont